quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Postado por Eduardo G. Junior Em , | 27 comments

JEFTÉ, FILHA, HOLOCAUSTO, MATOU, ESTUDO BIBLICO, TEOLOGICOMuitos têm entendido que Jefté ofereceu a vida de sua filha ao Senhor, dada a natureza inviolável de um voto feito a Deus (cf. Ec 5:2-6). E mais, observam que um holocausto envolve o sacrifício de uma vida, e justificam esse procedimento tendo por base que um voto a Deus tem precedência sobre tudo o mais, até mesmo sobre a vida humana (cf. Gn 22). Deus é soberano sobre a vida e a toma quando quer (Dt 32:39), como finalmente o faz (Hb 9:27).

Entretanto, por diversas razões, não é necessário admitir que Jefté tenha oferecido um sacrifício de morte. Primeiro, ele tinha consciência da lei contra o sacrifício humano, e se essa fosse sua intenção quando fez o voto, um sacrifício humano, ele saberia que isso teria sido uma clamorosa rejeição da lei de Deus.

Em segundo lugar, o texto não diz ter ele realmente matado sua filha como holocausto. Isto é apenas inferido por alguns porque ele tinha prometido que quem quer que primeiro saísse de sua casa seria oferecido ao Senhor “em holocausto” (11:31). Como Paulo mostrou, os seres humanos devem ser oferecidos a Deus como um “sacrifício vivo” (Rm 12:1), e não como sacrifício de mortos. É possível que Jefté tenha oferecido sua filha ao Senhor como um sacrifício vivo. Por todo o resto de sua vida ela serviria ao Senhor na casa do Senhor e permaneceria virgem.

Terceiro, um sacrifício vivo de perpétua virgindade era um sacrifício tremendo no contexto judaico daqueles dias. Fazendo alguém voto de perpétua castidade, e sendo dedicada ao serviço do Senhor, ela não poderia jamais ter filhos e assim dar continuidade à linhagem familiar de seu pai. Jefté agiu com muita honra e grande fé no Senhor, não voltando atrás em relação ao voto que ele havia feito ao Senhor seu Deus.

Quarto, este modo de ver a questão apóia-se no fato de que quando a filha de Jefté saiu para chorar por dois meses, ela não saiu para lastimar a sua morte iminente. Não, ela saiu e “chorou a sua virgindade” (v 38).

Finalmente, se ela tivesse de enfrentar a morte ao fim dos dois meses, teria sido muito simples para ela casar-se com alguém e viver com essa pessoa durante os dois meses que antecederiam sua morte. Não havia razão para a filha de Jefté lastimar pela sua virgindade, a menos que estivesse com a perspectiva de viver toda uma vida nessa condição. Com Jefté não tinha outros filhos, sua filha não se lamentou acerca de sua virgindade por causa de nenhum desejo sexual ilícito.


Fonte: Manual Popular de Dúvidas, Enigmas e “Contradições” da Bíblia de Norman Geisler - Thomas Howe

27 comentários:

  1. Não gostei do seu comentário. Vejamos:
    1º Quem fez o voto foi Jefté e não a Filha dele;
    2º Ele disse que quem viesse ao seu encontro após a vitória seria dado para holocausto, e não mencionou o que viria ao seu encontro, se era ser humano ou animal;
    3º Holocausto é morte.
    Analise o voto de Ana (I Sam 1.11) e compare com o voto de Jefté.
    Pesquisa sua genealogia e seu habitat até tornar-se juiz em Israel.

    ResponderExcluir
  2. Erivaldo, obg pela visita. Acho que seria salutar você reler a postagem, pois:

    1º Não vi em que parte a postagem disse que tinha sido a filha dele que fez o voto.

    2º Em que parte da postagem foi dito que Jefté determinou o que lhe viria ao encontro?

    3º O texto disse: "observam que um holocausto envolve o sacrifício de uma vida". Acho que seu terceiro ponto é o mesmo que está ali claro. Quem nesse mundo não sabe o que é um holocausto?

    Não sei onde seu comentário iria acrescentar a postagem, já que o que foi escrito na postagem é praticamente consenso entre os eruditos bíblicos.

    Abç

    ResponderExcluir
  3. Esta perfeito!
    *O Senhor abomina sacrifícios humanos;
    *Jefté certamente imaginou que viria um animal, pois é comum algumas espécies, circularem no interior das casas;
    *Sendo uma vida humana, certamente foi esta consagrada ao Senhor, completamente pura,imaculada e intocada... Leiamos Rm 12.1
    e que o Espírito Santo de Deus nos dê sabedoria!

    ResponderExcluir
  4. Muito obg Cida pelas suas palavras. Muito oportudas suas palavras e o acréscimo ao comentário de Norman Geisler.

    Fica na paz!

    ResponderExcluir
  5. Olá Pr. Fábio, a interpretação do texto conforme o irmão defendeu é o mais óbvio, pois a Bíblia diz: Então o Espírito do SENHOR veio sobre Jefté, e atravessou ele por Gileade e Manassés, passando por Mizpá de Gileade, e de Mizpá de Gileade passou até aos filhos de Amom.E Jefté fez um voto ao SENHOR, e disse: Se totalmente deres os filhos de Amom na minha mão,
    Aquilo que, saindo da porta de minha casa, me sair ao encontro, voltando eu dos filhos de Amom em paz, isso será do SENHOR, e o oferecerei em holocausto.
    Após a leitura desses versículos entendemos que o Espírito do Senhor o inspirou ele a oferecer o voto. E fica claro que o tipo de holocausto não foi sacrifício humano, a palavra holocausto é sim sinônimo de sacrifício, e pelo meu entendimento as formas de sacrifícios são várias biblicamente dizendo por isso não é sacrifício humano, pois a Bíblia diz: Disse mais a seu pai: Conceda-me isto: Deixa-me por dois meses que vá, e desça pelos montes, e chore a minha virgindade, eu e as minhas companheiras. E sucedeu que, ao fim de dois meses, tornou ela para seu pai, o qual cumpriu nela o seu voto que tinha feito; E ELA NÃO CONHECEU HOMEM; (observe que o texto é bem claro NÃO CONHECEU HOMEM, ou seja, virgem eternamente foi o sacrifício) e daí veio o costume de Israel. Embora na época de Jefter os costumes e culturas pagãs como: sacrifício humano e outros. Jefter eram um servo do Senhor e conhecedor do seu Deus e sua lei, o próprio contexto do cap. 11 deixa claro, jamais ele iria fazer algo fora da lei do seu Deus, por isso a interpretação bíblica não pode ser baseada em deduções e sim no próprio contexto histórico Bíblico.

    lUCIANO RAMOS

    ResponderExcluir
  6. Nada de ajeitar a interpretação!
    Jefté sacrificou sim sua filha. Cometeu um erro ao fazer seu voto e ao sacrificar. Nada de fazer dizer ao texto o que ele não diz.

    ResponderExcluir
  7. AMADOS.. SE O TEXTO DO IRMÃO ESTÁ OU NÃO CORRETO O QUE O IMPEDE DE POSTAR SUA PESQUISA, E SE ESTIVER QUEM SOMOS NÓS PARA SER JUIZ DESTA CAUSA E SEM CAUSA PENSO EU , POIS ELE APENAS NOS APRESENTOU O QUE PENSA ESTAR CORRETO.. NO MAIS MEUS QUERIDOS DEVEMOS PEDIR AO ESPIRITO SANTO DE DEUS QUE NOS REVELE QUAL O VERDADEIRO OCORRIDO, SE TEMOS O ESPIRITO SANTO DE DEUS ESTAREMOS EM PAZ QUANDO AO TEXTO, NO MAIS APROVEITA O QUE É BOM O QUE NÃO FOR -SE VC ASSIM JULGAR NÃO GUARDE - AMÉM
    DEUS ABENÇOE AOS EDITORES E TODOS QUE LEEM ESTÁ PÁGINA.

    ResponderExcluir
  8. Obg pelas palavras amado. Concordo totalmente com você.

    Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  9. uma pergunta...se por acaso jefte logicamente sabia que sua esposa vinhesse ao seu encontro... (mais veio sua filha), ou seja sua esposa nao era virgem.....
    e nao podia entregar a vida de uma pessoa que nao e virgem para servir a deus...
    e se sua esposa chegasse ate ele primeiramente???
    ele ofereceria da mesma forma??

    ResponderExcluir
  10. meus amigos e importante saber os primitivos e historiadores concordaram em que jefte verdafeiramente ofereceu sua filhas em sacrificio de fogo. nao foi senao na idade media que surgiram tentativas bem intencionadas ,mas erradas ,para suavizar o significado do texto.a tentativa de comutar a sentença de morte estabelecendo em seu lugar uma sentença de virgindade perpetua nao se sustem. a referencia final a virgindade da filha de jefte e adicionada a fim de aguçar a tragedia do acontecimento o tempo verbal no perfeito deveria esta no mais-que-perfeito pois eo uso que tem,frequentemente no hebraico o significado vers 37;entao ela disse ao seu pai faça apenas uma coisa para mim-deixe-me estar so por dois meses. eu irei pelas montanhas com minhas amigas e lamentarei por ter morrido ser ter casado. a desolaçao de jefte [35], a suspensao da pena por dois meses[37,38] e a instituiçao de uma festividade anual de quatro dias dificilmente teriam ocorrido se nada mais estivessem em jogo alem da virgindade perpetua. a palavra holocausto no original sempre se refere oferta queimada e lamentacoes sempre se refere a tragedias no hebraico, deve lever em conta sempre os originais do tanakh baruk ha shem

    ResponderExcluir
  11. obs a vinda do espirito sobre jefte o transformo em heroi carismatico, fortalecido por elohims a fim de efetuar olivramento do seu povo, e nao oferecer voto. segundo lugar;jefte demostrou sua incapacidade para apreciar o carater e a exigencias de elohims, como tb sua falta de confiança na capacitaçao divina para a tarefa,ao procurar assegurar favor de elohims mediante ao voto precipitado. terceiro ponto; a citaçao de rromanos nao tem relaçao com esse texto porque era metafora supreendente quando sacrificios de animais estavam ainda sendo feitos duas vezes por dia na adoraçao do templo em jerusalem era o constraste entre os judeus messianico que criam no sacrificio do messias em relaçao ao que nao criam.todos sacrificios tem seu lado espiritual shaul[paulo] queria mostrar que na nova aliança os discipulos de yeshua deveriam matar as praticas do corpo,o sacrificio fisico ja foi feito pelo messias[a propiaçao]. mas so aconteceriamna nova aliança.

    ResponderExcluir
  12. O principal problema é porque o texto da bíblia fica ambiguo. Basta olhar que o texto dá a ideia dos dois casos, sendo uma passagem difícil de entender.

    ResponderExcluir
  13. A paz vejo que isso foi longe de mais pois a palavra de Deus diz que devemos respeitar autoridade posta por Deus e o que vejo è debates

    ResponderExcluir
  14. Mas como explicar a palavra holocausto de outra forma se ela significa: Sacrifício em que a vítima era completamente queimada em sinal de que o ofertante se dedicava completamente a Deus.?
    E Jefté diz: ...e eu o oferecerei em holocausto.
    E como explicar o versículo 40 principalmente a ultima parte que diz: Daí vem o costume em Israel de saírem as moças durante quatro dias, todos os anos, para celebrar a memória da filha
    de Jefté, o gileadita.
    Se é para celebrar a memória da filha de Jefté isso é um sinal que dai vem o costume de Israel, a partir da morte da filha de Jefté é que o costume de celebrar veio.
    Tem outra pessoa que ofereceu ou se ofereceu para servir a Deus, sendo virgem?
    Se tem, por favor, responda por que eu quero aprender e não tire as minhas palavras como afronta ou questionamento para debater e sim eu quero conhecer e prosseguir em conhecer.
    A nossa opinião nunca deve ficar a cima da palavra de Deus, a nossa opinião não pode atrapalhar a nossa salvação.
    Se o nosso questionamento não atrapalha a nossa salvação isso se chama divergência de opinião, mas se atrapalha a nossa salvação isso se chama burrice.
    Fique com Deus se possível responda-me.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nós sabemos que DEUS não aceita sacrificio humano. se o voto de jefté fosse tirar a vida de sua filha, certamente DEUS não teria dado a vitória a ele.
      e o irmão foi muito sabio em dizer que temos que pegar esses comentarios para melhorar nossos conhecimentos. DEUS o abençoe.

      Excluir
  15. Boa tarde, acredito que ela possa ter sido oferecida em holocausto. Infelizmente o texto e a própria cultura na época podem significar esse trágico fim. A minha perguta é: poderia uma mulher servir ao Senhor na Tenda (tabernáculo) onde só serviam Levitas?

    ResponderExcluir
  16. O maior sacrificio humano foi o de Jesus.Deus pediiu para Abraão para sacrificar o filho,mais não permitiu.Claro e evidente que Deus não aceita sacrificios humanos,se não essa gente de hoje louca por prosperidade saiam sacrificando humanos a todo tempo.Jesus,único sacrificio de um humano que Deus aceitou.Deus é bom!

    ResponderExcluir
  17. Esse assunto foi muito debatido quando fiz meu curso de iniciação missionária. Fui contra todos; eu não creio, que tenha havido um sacrifício - holocausto. Deus era contra sacrifícios humanos e Jefté sabia disso. O Espírito Santo de Deus estava sobre Jefté. Não podemos ficar deduzindo o que aconteceu ou não. Eu aceito a versão do editor.

    ResponderExcluir
  18. Olha, tá na cara que, o que houve com Jetfé foi um grave e terrível equívoco, ao ter a infeliz idéia de oferecer sacrifício humano a Deus em troca da sua vitória. Não acredito que Deus, soberano como Ele é, tenha alguma necessidade de barganhar com nenhum ser humano frágil e cheio de defeitos. Agindo assim, Jetfé, com medo de morrer nas mãos dos inimigos, quiz, tão somente, trocar um possível sacrifício ao qual ele seria submetido, se fosse derrotado por seus inimigos, pelo sacrifício de matar sua propria filha. Na minha opinião, esse fato bizarro de ignorância sem precedente, não deveria fazer parte da Bíblia. Tá na cara que um sacrifício absurdo, estúpido e inadimissível com esse, não agrada a Deus, autor absoluto da vida.Se Ele é autor da vida, porque iria exigir um sacríficio torpe desse. Desde às épocas mais remotas, ao tempos atuais, nunca houve, e nunca heverá um ser humano espiritualista perfeito durante 24 horas por dia na face deste Planeta, exceto o próprio jesus, que era filho de humanos, mas era filho liegítimo de Deus. Deus nunca deu, e nem dará esse privilégio a ninguém. Se dermos uma olhada na história da humanidade, houveram muitos outros casos de holocaustos absurdos, frutos da tolice e da ignorância cega das pessoas que não possuem senso crítico, e se deixam dominar pela mente doentia de alguém que não consegue enxergar um milímetro na frente dos seus próprios sílios. O próprio Deus nos deu a inteligência para que saibamos separar o joio do trigo, mas, muita gente não consegue fazer isso com a necessária precisão. Nos meus pontos de vistas, sou objetivo, consciso e direto. Detesto enrolação, blá blá blá que não acrescentam nenhum esclarecimento às discussões. Não entendo porque as pessoas têm tanta dificuldade em enxergar o óbvio, o razoável, o coerente.
    Sabino de Goiânia.

    ResponderExcluir
  19. Quando li o capítulo na bíblia que relata tal procedimento de Jefté para com a sua filha, eu me espantei, porque até então eu vinha lendo o livro sagrado acreditando que Deus era ao contrário de qualquer sacríficio humano.
    O velho testamento é pesado, são carnes, mortes e guerras, o inverso de Jesus Cristo.
    Eu queria que o texto acima, no blog, estivesse certo em sua dedução de que o "holocausto" tenha sido apenas uma força de expressão para Jefté oferecer sua filha em vida para Deus de maneira que o sacrifício apresentado estivesse apenas relacionado à abstinência sexual.

    ResponderExcluir
  20. num sei pra qe se preocupar tanto com a morte de uma filha se na biblia o proprio moises mandou o seus matar seus filhos e depois os infinitos assassinatos de bebes por deus. essa duvida so levanta uma qestao se todos sabem qe seria de safadesa de deus matar essa inocente vcs estao o shamando de safado por todas as outras mortes hipocritas.

    ResponderExcluir
  21. Qual a necessidade de uma pessoa falando sobre coisas bíblicas e, ao meu ver sagradas, precisar escrever como anônimo. Está com medo de que ou de quem? Eu particularmente quando leio esta passagem o que entendo é pelo sacrifício de morte mas gostei muito da outra possibilidade. No entanto nos tempos antigos muitas coisas aconteciam que se formos aplicar para nossos tempos vamos ficar numa situação difícil. Para citar algumas. Hoje é proibido irmãos terem relações sexuais entre si e os filhos de Adão tiveram e se o pecado não tivesse entrado no mundo isso seria encarado como normal; os patriarcas casaram com várias mulheres a exemplo de Jacó, Abrão, Davi, Salomão... vai tentar fazer isso hoje e no Brasil pra ver o que acontece!!!; Saul quis matar o próprio filho em nome do Senhor e só não o fez por intervenção do povo porque por ele mesmo teria matado! E assim são vários os exemplos. Quer ficar maluco é não entender os tempos e os costumes de cada época. Deus suportou essas coisas por amor aos seres envolvidos e pela ignorância. E o quanto Ele suporta de nós também! Jesus por exemplo não citou uma palavra contra a escravidão! E hoje quantos patrões "crentes" não pagam bem seus funcionários. O que dizer da injustiça do salário mínimo. E também do tanto de crente empresários que sonegam impostos. E os impostos são justos?

    ResponderExcluir
  22. Nobres, precisamos entender que Deus não está norteado pelos valores humano, a moral a ética, as leis. Nós, seres humanos, pensamos na nossa autopreservação o bem e mal deve sempre ser ao nosso favor. acontece que Deus pode o que quer, mesmos sacrificio humanos.

    ResponderExcluir
  23. O unico sacrificio humano foi de Jesus.

    ResponderExcluir
  24. Me dirijo aos cristão, pq os anônimos pertencem ao diabo. Minha conclusão é a seguinte: Deus que abomina sacrifícios humanos ( Dt 12:31 ), jamais daria uma vitória a alguém mediante um voto de sacrifício humano. Shalom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. acho que você teria que ser mais humilde, pois nao é da sua conta quem escreve em anonimo ou não. você nãoestá aqui pra julgar ninguém, ent~~ao de exemplo e para de ficar julgando quem é de JESUS OU NÃO

      Excluir

Compartilhe Este Artigo

Delicious Digg Facebook Favorites More Stumbleupon Twitter

Pesquise outros Estudos