Biblioteca com mais de 5 mil estudos bíblicos gratuitos e centenas de livros evangélicos para baixar em PDF.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Esboço do Livro de Jeremias

esboço do livro de jeremias
ESBOÇO DO LIVRO DE JEREMIAS

O Livro de Jeremias é um registro das proclamações de julgamento por Yehowah feitas mediante Jeremias, bem como um relato do que o próprio profeta passou e da destruição de Jerusalém por Babilônia.

A escrita foi iniciada uns 18 anos antes da queda de Jerusalém, e foi completada cerca de 27 anos depois deste evento.

O jovem Jeremias é comissionado como profeta.

Ele tanto terá de ‘derrubar’, como de ‘construir’ e ‘plantar’.

Deus o fortalecerá para a comissão. (1:1-19)

Jeremias cumpre a sua comissão de ‘derrubar’.

Ele expõe a iniqüidade de Judá e proclama a certeza da destruição de Jerusalém; a presença do templo não salvará a nação infiel; o povo de Deus será exilado por 70 anos em Babilônia. (2:1-3:13; 3:19-16:13; 17:1-19:15; 24:1-25:38; 29:1-32; 34:1-22)

Anunciam-se julgamentos contra Zedequias e Jeoiaquim, bem como contra os falsos profetas, os pastores infiéis e os sacerdotes sem fé. (21:1-23:2; 23:9-40; 27:1-28:17)

Deus prediz derrotas humilhantes de muitas nações, inclusive dos babilônios. (46:1-51:64)

Jeremias cumpre sua tarefa de ‘construir’ e de ‘plantar’.

Ele indica o restabelecimento dum restante israelita e que será suscitado um “renovo justo”. (3:14-18; 16:14-21; 23:3-8; 30:1-31:26; 33:1-26)

Anuncia também que Yehowah concluirá um novo pacto com o seu povo. (31:27-40)

Às ordens de Deus, Jeremias compra um campo, a fim de ilustrar a certeza de que Israel retornará do exílio. (32:1-44)

Assegura aos recabitas que eles sobreviverão por terem obedecido ao seu antepassado Jonadabe; a obediência deles expõe a desobediência de Israel a Jeová. (35:1-19)

Repreende a Baruque e o fortalece com a certeza de sua sobrevivência à vindoura calamidade. (45:1-5)

Jeremias sofre por profetizar destemidamente.

É golpeado e posto no tronco onde passa a noite. (20:1-18)

Arma-se uma trama para matá-lo por ter proclamado a destruição de Jerusalém, mas os príncipes o libertam. (26:1-24)

O rei queima o rolo de Jeremias; Jeremias é falsamente acusado de desertar para os babilônios, e é preso e encarcerado. (36:1-37:21)

Por fim, ele é posto numa cisterna lamacenta para ali morrer; Ebede-Meleque o resgata e recebe a promessa de proteção durante a vindoura destruição de Jerusalém. (38:1-28; 39:15-18)

Os eventos desde a queda de Jerusalém até a fuga para o Egito.

Jerusalém cai; o Rei Zedequias é capturado, seus filhos são mortos, e ele é cegado e levado a Babilônia. (52:1-11)

O templo e as casas grandes de Jerusalém são incendiados, e a maioria do povo é levada ao exílio. (39:1-14; 52:12-34)

Gedalias é designado governador sobre os poucos israelitas remanescentes, mas é assassinado. (40:1-41:9)

O povo, temeroso, foge para o Egito; Jeremias adverte que o próprio Egito cairá e lhes sobrevirá a calamidade naquele país. (41:10-44:30)

PROFECIAS REGISTRADAS POR JEREMIAS

As Que Ele Viu Cumprir-se

O cativeiro de Zedequias e a destruição de Jerusalém por Nabucodonosor, rei de Babilônia. (Je 20:3-6; 21:3-10; 39:6-9)

O destronamento e a morte no cativeiro do Rei Salum (Jeoacaz). (Je 22:11, 12; 2Rs 23:30-34; 2Cr 36:1-4)

O Rei Conias (Joaquim) levado cativo a Babilônia. (Je 22:24-27; 2Rs 24:15, 16)

A morte, dentro de um ano, do falso profeta Hananias. (Je 28:16, 17)

Alguns dos recabitas e Ebede-Meleque, o etíope, sobreviverem à destruição de Jerusalém. (Je 35:19; 39:15-18)

Outras Cujo Cumprimento a História Registra

O Egito invadido, conquistado por Nabucodorosor (Nabucodonosor). (Je 43:8-13; 46:13-26)

O retorno dos judeus e a reconstrução do templo e da cidade depois de 70 anos de desolação. (Je 24:1-7; 25:11, 12; 29:10; 30:11, 18, 19; compare isso com 2Cr 36:20, 21; Esd 1:1; Da 9:2.)

Amom devastado. (Je 49:2)

Edom decepado como nação. (Je 49:17, 18) (Com a morte dos Herodes, Edom ficou extinta como nação.)

Babilônia tornar-se uma desolação permanente. (Je 25:12-14; 50:35, 38-40)

As Que Têm Significativo Cumprimento Espiritual, Como Indicado nas Escrituras Gregas Cristãs

Feito um novo pacto com a casa de Israel e a casa de Judá. (Je 31:31-34; He 8:8-13)

Não faltará à casa de Davi um homem no trono do reino para sempre. (Je 33:17-21; Lu 1:32, 33)

A queda de Babilônia, a Grande, é uma ampliação e uma aplicação simbólica das palavras de Jeremias contra a antiga Babilônia, conforme mostram as seguintes comparações: Je 50:2—Ap 14:8; Je 50:8; 51:6, 45—Ap 18:4; Je 50:15, 29—Ap 18:6, 7; Je 50:23—Ap 18:8, 15-17; Je 50:38—Ap 16:12; Je 50:39, 40; 51:37—Ap 18:2; Je 51:8—Ap 18:8-10, 15, 19; Je 51:9, 49, 56—Ap 18:5; Je 51:12—Ap 17:16, 17; Je 51:13—Ap 17:1, 15; Je 51:48—Ap 18:20; Je 51:55—Ap 18:22, 23; Je 51:63, 64—Ap 18:21.
4 Deixe seu comentário:
Anônimo disse...

Jesus te abençõe.

Geferson Bitencourt disse...

muito bom.

Anônimo disse...

jesus esta as portas guarda a tua coroa pra que ninguem a roube

Anônimo disse...

precisamos cavar o coração de DEUS e tanto relato e cuidado de DEUS com seu povo que nos da mais vontade de conhecer e ler a SANTA BIBLIA
adorei tudo DEUS abençoe

Postar um comentário